Como fazer Declaração de Casal no IR

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on telegram
Share on email

Fazer a declaração anual do Imposto de Renda pode ser uma tarefa complicada. Então, se é possível realizar uma única declaração para você e seu parceiro quitarem a obrigação com a Receita Federal, porque não aproveitar?

A Declaração de Casal no Imposto de Renda pode parecer o caminho mais simples, mas tome cuidado. Em muitos casos, declarar em conjunto pode significar o pagamento de um maior volume de impostos!

Veja aqui os detalhes desse tipo de declaração e confira se essa é, para você, a forma mais vantajosa de declarar o seu Imposto de Renda.

Vale a pena fazer a Declaração de Casal?

Assim como praticamente todos os cenários de declaração do imposto de renda, não há uma única resposta para essa pergunta, que deve variar a cada caso.

Na declaração de casal do imposto de renda, serão somados os rendimentos de cada um que vai compor a declaração, assim como serão somadas todas as despesas dedutíveis e todo imposto de renda retido na fonte. Por isso, deve-se avaliar cuidadosamente essas características antes de tomar uma decisão.

No próximo capítulo, explicaremos todos os detalhes em que você deve se basear.

Declaração de Casal no Imposto de Renda

Podem declarar o IR como casal, aqueles que estão oficialmente casados, pessoas vivendo em união estável há mais de 5 anos e pessoas com filhos em comum, vivendo ou não juntos, independente do tempo de relação. Ambos precisam ter alguma renda tributável para que possam declarar em conjunto. Casais homoafetivos também entram na regra, desde que a relação seja comprovada por contrato registrado ou acordo judicial.

Na prática, a Declaração de Casal no IR funciona da mesma forma que a declaração de dependentes, já que um dos indivíduos será o titular da declaração e o outro aparecerá como seu dependente.

Declaração de casal ou individual: Como avaliar?

O Imposto de Renda funciona, simplificadamente falando, somando-se os ganhos anuais, diminuindo as despesas dedutíveis dessa soma e aplicando um percentual ao valor resultante, de acordo com a tabela do IR. Na declaração de casal, vale a mesma lógica, com a diferença de que os ganhos e deduções individuais devem ser somados na mesma declaração.

É importante ter em mãos todos esses valores e ficar atento à tabela do IR, que está logo a seguir.

Até 22.847,76 reais = ALÍQUOTA 0 (ISENTO, NÃO PAGA)

Entre 22.847,77 e 33.919,80 reais = ALÍQUOTA DE 7,5%

Entre 33.919,81 e 45.012,60 reais = ALÍQUOTA DE 15%

Entre 45.012,61 e 55.976,16 reais = ALÍQUOTA DE 22,5%

Maior que 55.976,16 reais = ALÍQUOTA DE 27,5%

Veja um exemplo prático e simplificado:

  • Você ganha 20 mil por ano
  • Seu cônjuge ganha 15 mil por ano
  • Despesas médicas de 3 mil por cônjuge (6 mil no total)
  • Despesas com educação de 2 mil do seu cônjuge
  • O total de rendimentos é de 35 mil
  • O total de despesas dedutíveis (como saúde e educação) é de 8 mil
  • A base de cálculo do IR será de 27 mil (35 – 8)

A declaração de casal, nesse caso, teria uma alíquota de 7,5% em cima desses 27 mil, de acordo com a tabela, dando um total de 2.025 reais de imposto de renda a pagar.

Caso declarassem separadamente, ficaria assim:

Declaração 1

20 mil – 3 mil com saúde = 17 mil

Alíquota zero, não há imposto a pagar

Declaração 2

15 mil – 3 mil com saúde – 2 mil com educação = 10 mil

Alíquota zero, não há imposto a pagar

A diferença, nesse caso, é de 2.025 Reais de imposto a ser pago declarando como casal e nenhum imposto a pagar declarando individualmente. Por isso, não deixe de simular todos os cenários possíveis de declaração para que você e seu parceiro possam economizar com o imposto de renda. Mais adiante nós daremos uma dica infalível para realizar essas simulações.

IMPORTANTE

Trabalhadores que ganham pouco mais de 1.900 reais mensais têm o IR descontado na fonte, ou seja, o imposto de renda é descontado mensalmente de seu salário. Para esses casos, o valor do IRRF – Imposto de Renda Retido na Fonte mensal deve ser somado, para então ser subtraído do valor a pagar.

Em muitos casos, o IRRF vai representar uma restituição de valores após a declaração anual, ao invés de valor de imposto a dever. Isso também deve ser considerado em simulações, para avaliar se é mais vantajoso declarar individualmente ou em conjunto o imposto de renda.

Simule o IR antes de declarar como casal

Como deu para perceber ao longo deste artigo, a maneira mais segura de se decidir pela Declaração de Casal no IR ou pela declaração individual do Imposto de Renda, é checar na prática em qual das situações haverá maior vantagem financeira para o casal.

Utilizando o DeclareCerto, você faz a sua declaração de forma simples, prática e intuitiva, e ainda confere TODOS os cenários possíveis de declaração, com os valores exatos do que se vai pagar de imposto ou receber de restituição em cada um deles.

É a maneira mais fácil e segura de verificar se é vantajoso, para você, utilizar a declaração de casal no imposto de renda.

Não deixe de conferir com o DeclareCerto!

Mais artigos

Como receber Restituição do Imposto de Renda?

Muitos contribuintes que declaram o IR todos os anos, acabam recebendo o que se chama de Restituição do Imposto de Renda. Mas o que isso significa e como é possível receber essa restituição?

Quem deve declarar Imposto de Renda?

Então leia esse artigo que preparamos, onde você entenderá quais são as condições para a obrigatoriedade da declaração do IR, seja você Pessoa Física ou Jurídica. Você vai ainda entender melhor o que é e como funciona a isenção do Imposto de Renda, além de outros detalhes sobre essa tributação anual.