Preciso de um contador para declarar Imposto de Renda?

Em alguns casos, fazer a declaração do imposto de renda pode ser algo relativamente simples. Porém, dependendo dos detalhes relacionados ao seu rendimento, suas despesas dedutíveis, dependentes, seus bens, entre outros, declarar o IRPF sozinho pode não ser o melhor caminho, pois podem haver consequências que vamos explicar neste artigo.

Uma dúvida muito comum em relação ao Imposto de Renda é sobre se é preciso um contador para declarar. Há algum tempo atrás, poderíamos indicar, para as declarações que possuem mais detalhes, a necessidade de um contador. Porém, como vivemos uma época de avanços digitais, já existe uma alternativa. Nós também iremos abordar essa solução inteligente e digital para a declaração do imposto de renda, ao final de nossa leitura.

Importância da declaração correta

Como acontece com todo documento importante, a Declaração do IR não é algo que permita erros e enganos. É necessário saber o que está fazendo, caso contrário, você estará sujeito a uma ou mais das seguintes consequências:

Pagamento de multa

Se você atrasar a declaração ou enviá-la com erros a serem retificados, poderá pagar uma multa. Essa multa é de, no mínimo, R$165,74  e pode chegar a até 20% do valor de imposto devido.

Imposto mais alto do que o necessário

Ainda que você preencha tudo corretamente, saiba que existem diversas formas de declarar, dentro da lei, com diferenças consideráveis no imposto devido resultante ou na restituição a receber.

É necessário saber quem você pode incluir como dependente, quais as despesas realizadas que podem ser deduzidas do imposto, incluindo as de seus dependentes, como declarar o imposto retido na fonte ao longo do ano, para abater em sua declaração, entre outros detalhes.

Malha fina do Imposto de Renda

O programa da Receita Federal analisa, de forma eletrônica, em primeiro lugar, todas as declarações enviadas, cruzando seus dados. Se houver inconsistências nas informações preenchidas, você pode ir para a malha fina. Isso significa que a sua declaração ficará retida e será analisada mais de perto. Isso pode acarretar o bloqueio da restituição do IR e do CPF do contribuinte, além de multas que vão de 75% a 225% do imposto a pagar.

A seguir, vamos ver alguns dos erros mais comuns, que podem gerar consequências:

Atenção ao preencher a sua declaração

Como você pode notar, é preciso atenção na hora de preencher a declaração do imposto de renda, evitando os erros e enganos mais comuns, que acabam gerando problemas com a Receita Federal, como por exemplo:

Omissão de rendimentos

Você pode ter algumas fontes de renda que acabam ficando, erroneamente, fora da declaração. Por exemplo, o recebimento de aluguéis, de pensões, de bolsas de estudo ou pesquisa, aposentadorias, serviços avulsos e investimentos, por exemplo, são todos considerados rendimentos, para efeito de declaração.

E não é muito difícil da receita identificar a omissão. Por exemplo, se você recebe um aluguel, o inquilino declara o pagamento, mas você não declara o recebimento, ao cruzar informações você será notificado.

Diferença no imposto retido na fonte

O IRRF, ou Imposto de Renda Retido na Fonte, ocorre com mais frequência no recebimento de salários. A cada mês, se você receber valores um pouco acima dos mil e novecentos reais, terá o imposto descontado no contra cheques. 

Na hora da declaração anual, terá que informar esses valores mensais de forma correta, pois seu empregador os terá em sua declaração da empresa, o IRPJ – Imposto de Renda de Pessoa Jurídica. Mais uma vez, a inconsistência nessas informações será notada.

Além disso, como você paga o imposto pelo salário recebido a cada mês, o valor cobrado pela receita não contemplará as deduções em sua declaração. Preencher corretamente os valores retidos na fonte resultam, normalmente, em restituição de imposto. Ou seja, a receita devolve os valores a mais.

Problemas com dependentes

Se você declarar um dependente em seu IR, ele não poderá constar na declaração de outra pessoa. Além disso, os rendimentos do dependente também precisam ser incluídos na sua declaração, como por exemplo, as suas bolsas de estudo ou pensões recebidas. É necessário também conhecer os requisitos para que alguém possa ser seu dependente no IR.

Além da possibilidade de inconsistências, os rendimentos do dependente podem fazer com que o seu imposto seja maior do que se declarasse separadamente. Fique atento.

Problemas com despesas dedutíveis declaradas

Despesas médicas e com a educação podem ser consideradas dedutíveis, porém, não são todas elas que cumprem os requisitos. Por exemplo, você pode deduzir despesas com mensalidades de escolas do ensino fundamental e médio, além de mensalidades de universidades, mas não pode deduzir o gasto com cursos livres, como é o caso das escolas de idiomas.

Achou complicado declarar o IR?

Como mencionamos antes, dependendo do caso, declarar o imposto de renda sem ajuda ou experiência pode ser uma tarefa complicada. Além dos problemas com a receita federal e o pagamento de multas, declarar de forma incorreta pode fazer com que o valor devido seja bem maior do que o necessário, ou que você receba um valor menor do que deveria em sua restituição. Mas você não precisa mais de um contador para declarar o Imposto de Renda!

Existe uma solução moderna, prática e econômica para fazer a sua declaração de forma correta: Declarecerto!

A Declarecerto é uma plataforma de gestão do imposto de renda feita sob medida para simplificar o trabalho de quem vai declarar. Ela te guiará, proporcionando uma entrega correta e no prazo.

Mais do que isso, ainda simula todas as formas que você pode declarar, informando o valor de imposto ou de restituição, para que você escolha a forma mais econômica para você e para a sua família declarar o imposto de renda.

Declarecerto e vem com a gente!

Receba informações diretamente em seu e-mail

E fique por dentro dos principais assuntos sobre Imposto de Renda da Pessoa Física
hbspt.forms.create({ region: "na1", portalId: "8588793", formId: "2eb7ce71-8838-4c37-9e25-47d8224b8874" });

QUER SABER COMO PAGAR MENOS IMPOSTO E GANHAR O MÁXIMO DE RESTITUIÇÃO POSSÍVEL?

Receba GRATUITAMENTE nosso material e veja as dicas que separamos para que você gaste menos dinheiro com o Imposto de Renda.

hbspt.forms.create({ region: "na1", portalId: "8588793", formId: "981c233f-ea51-4812-b3a2-aa37c1b24612" });